Louvor: Qual a importância?

Atualizado: 18 de set.


Qual é a importância do louvor? Se você é um cristão de berço, ou seja, já nasceu no evangelho. Com certeza, já louvou milhares de vezes. Não importa o local, se foi na igreja ou em casa. Não importa o momento, se foi em períodos de tristezas, lutas ou alegrias para expressar sua gratidão. Fato é, que o louvor naturalmente se faz presente nas nossas vidas.


Mas, em um contexto bíblico, qual é a real importância do louvor? É isso que veremos neste post



Significado do Louvor


Louvor, segundo o dicionário, é uma manifestação ou celebração honrosa. Sendo assim, podemos compreender que o louvor é uma prática para expressar o que Deus é para nós. O versículo bíblico: “Portanto, daí a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra” (Romanos 13.7) expressa o porquê louvamos a Deus. Ele é digno de louvor, logo, precisa ser louvado.


O louvor, mesmo em momentos difíceis, não expressa uma falsidade, por estarmos tristes, em relação a Deus. Mas, é o reconhecimento que independente do mal que nos sobrevenha, sabemos que Deus é fiel à sua palavra e ela diz “que tudo coopera para o bem dos que amam a Deus, e daqueles que são chamados segundo o seu propósito”. Confiando nisso, entoamos louvores a Deus.


Quando louvamos, estamos externando nossa confiança em Deus. Expressando que reconhecemos sua soberania em quaisquer circunstâncias. Em alguns momentos do antigo testamento, vemos algumas batalhas sendo vencidas através do louvor.


A seguir, você vai ver que o louvor serve como uma ótima ferramenta espiritual para vencer as batalhas da vida.


Louvor: Uma Arma Espiritual


Louvor é a nossa arma espiritual. Quantas vezes ao longo da sua vida, em um momento difícil, você resolveu ouvir um hino ou louvor para acalmar o coração? Sem dúvidas, essa é uma ótima forma para tirarmos o foco do que está nos preocupando e apreciar alguns minutos de paz e tranquilidade em meio ao caos.


Essa sensação de que está tudo sob controle quando ouvimos um louvor ou nós mesmos decidimos louvar, nos mostra quão poderosa é a adoração no mundo espiritual. Quando Paulo e Silas estavam na prisão e decidiram louvar (Atos 116.19-26), eles foram surpreendidos por um terremoto que tirou eles daquele lugar. Não tinha mais ninguém naquele momento que pudesse soltá-los a não ser o poder de Deus operante no louvor, aliás a bíblia declara que Deus habita no meio dos louvores (Sl 22.3).


O momento de aflição pelo qual ambos passavam não os impediu de louvar. Eles poderiam ter deixado com que esse momento de dor e aflição, já que eles haviam sido feridos e amarrados, se transformasse em motivo para murmurar contra Deus por não os ter poupado de um momento como este.


Mas, ao contrário disso, eles sabiam que era necessário pregar o evangelho independentemente das circunstâncias que poderiam aparecer durante o caminho.

Lembre-se de, assim como Paulo e Silas, usar o louvor como sua arma espiritual para vencer as batalhas da vida.


Louvor: 3 Formas de Louvar a Deus


O ato de louvar a Deus não está necessariamente ligado, somente na atitude de cantar um hino. Podemos expressar nosso louvor a Deus de outras formas. Na bíblia, vemos várias demonstrações de louvor que não se limita apenas ao canto. Confira alguns a seguir:


1. Dança

A dança, ao contrário do que muita gente com “fanatismo religioso” entende, não é pecado. Claro que não estou falando aqui de danças sensuais como a que sabemos que existem por aí. Me refiro às danças, como coreografias ou qualquer outro tipo que seja agradável a Deus, ou seja, não possuem nenhuma característica sensual.


Um ato de louvor com dança que encontramos na bíblia, foi de Miriam e outras mulheres que estavam alegres pelo feito de Deus, ao ter livrado o povo de Israel das mãos dos egípcios.

“Então Miriã, a profetisa, a irmã de Arão, tomou o tamboril na sua mão, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris e com danças.

E Miriã lhes respondia: Cantai ao Senhor, porque gloriosamente triunfou; e lançou no mar o cavalo com o seu cavaleiro.”


Êxodo 15:20,21


2. Música Instrumental

Em várias passagens bíblicas encontramos relatos de instrumentos, como flautas, tamboril, harpa, dentre outros. Impossível não se recordar do rei Davi que, ao tocar dedilhando sua harpa, espíritos malignos se retiravam de Saul.


“E o Espírito do Senhor se retirou de Saul, e atormentava-o um espírito mau da parte do Senhor.

Então os criados de Saul lhe disseram: Eis que agora o espírito mau da parte de Deus te atormenta;

Diga, pois, nosso senhor a seus servos, que estão na tua presença, que busquem um homem que saiba tocar harpa, e será que, quando o espírito mau da parte de Deus vier sobre ti, então ele tocará com a sua mão, e te acharás melhor.

Então disse Saul aos seus servos: Buscai-me, pois, um homem que toque bem, e trazei-mo.

Então respondeu um dos moços, e disse: Eis que tenho visto a um filho de Jessé, o belemita, que sabe tocar e é valente e vigoroso, e homem de guerra, e prudente em palavras, e de gentil presença; o Senhor é com ele.

E Saul enviou mensageiros a Jessé, dizendo: Envia-me Davi, teu filho, o que está com as ovelhas.

Então tomou Jessé um jumento carregado de pão, e um odre de vinho, e um cabrito, e enviou-os a Saul pela mão de Davi, seu filho.

Assim Davi veio a Saul, e esteve perante ele, e o amou muito, e foi seu pajem de armas.

Então Saul mandou dizer a Jessé: Deixa estar a Davi perante mim, pois achou graça em meus olhos.

E sucedia que, quando o espírito mau da parte de Deus vinha sobre Saul, Davi tomava a harpa, e a tocava com a sua mão; então Saul sentia alívio, e se achava melhor, e o espírito mau se retirava dele.”


1 Samuel 16:14-23


Como relatado anteriormente, Deus se faz presente em meio ao louvor, desta forma, era impossível aos espíritos malignos permanecerem em Saul nestes momentos. Naturalmente falando, isso não aconteceria. Somente em Deus encontramos acontecimentos grandiosos como esse.


3. Fruto Dos Lábios

O fruto dos lábios também é uma forma de louvor a Deus. Quando encontrei o versículo que aborda este assunto, fiquei admirada. Pois, fruto dos lábios é a definição que a bíblia dá para “sacrifício de louvor”.


As nossas palavras tem poder. O que sai dos nossos lábios determina o que vamos colher. Logo se o fruto dos nossos lábios são coisas ruins, não me surpreenderei de começar a ver coisas negativas acontecendo. Agora, se for frutos bons, logo, coisas boas vão começar acontecer. Dependendo do que pronunciamos, estamos louvando a Deus.


“Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome.” Hebreus 13:15


A expressão “por ele” neste versículo, diz respeito a Jesus. Logo se o confessarmos com nossos lábios estamos oferecendo a Deus sacrifício de louvor. E Deus se agrada disso.


Espero que o louvor seja uma prática constante em sua vida. Lembre-se de se inscrever ao final da página para não perder o que está por vir.

Que Deus te abençoe!

Até mais.


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo